O tempo

Dá tempo ao tempo,

porque em cada hora e em cada minuto nasce um novo  ser,

e quando se acorda logo ao amanhecer, 

vem te a mente alegria de viver,

por quantas horas e dias e semanas que passas a recordar tais momentos da nossa vida,

e por quanto minutos passas os dias a ler,

por que recordar e viver,

mas quanto tempo passa sem saberes o que fazer? 

Passa o vento, passa a hora, passa a cada segundo uma inspiração e continua-se a escrever,

horas que vão, minutos que contam, segundos que voam, e estar sentado a meditar na vida....muita coisa aconteceu e ninguém ficou a saber...

 Um livro aberto

Abre a porta pra fantasia,

Abre-se um livro e tudo acontecia,

Explora toda a tua aventura,

Pois tudo isto é uma ternura,

Abre portas pra vida,

Mesmo que se não houvesse amanhã,

Já tens um saída,

Aventura-te,  porque a vida é um livro aberto para fantasia,

Depois de tanta magia,

Estava mais que na hora de regressar,

E logo vais continuar,

Sem parar de ler,

Sem parar de imaginar,

Sem nunca se cansar…

 

Um coração quebrado

Quebra que quebra o meu coração,

Será razão para tanta solidão?

Um  coração partido é um coração quebrado,

É deixar de existir e ficar a teu lado,

É como ouvir a canção o soar do fado,

É como se não houvesse amanhã e deixar quebrar o que  é de mais importante,

Um coração quebrado não se cura de um dia para outro,

Um coração gelado não se aquece num só dia, palavra calorosas são ditas na hora, esta dor vai desaparecendo sem nunca esquecer…   

                                                 Romantica                           

                          Amo-te do que qualquer ser na vida,   Pois não consigo viver sem ti,

Amar-te ei  até que a morte nos separe,

voltarei  a encontrar te nas minhas mais puras memórias,

guardadas no meu coração e no meu cérebro,

para sempre e nunca mais apagarás da minha alma,

porque quando o coração está triste tua presença me acalma,

Porque só existe um amor na vida,

Ficando sem ti não tenho outra saída,

Pernoitarei sem dormir a pensar em ti,

Olhei para a janela e nunca mais te vi,

Ondes estás meu amor,

Não te vejo nas horas vagas,

O meu coração esmagas,

Quando não pensas e min,

E quando me trais com outra pessoa,

Meu coração já não te perdoa,

Chora o meu coração,

De tanta traição,

Não tenho como te perdoar,

Já não me vou cansar,

De te chamar a atenção,

Que tu mereces, partiste meu meu coração, chora noite e dia sem cessar, já não sei o que  pensar…

 

 

 

  Ribeira do sado

Ó Ribeira do sado,

Que das de beber a tanta gente,

Que lavas a roupa em aguas frias,

Que deixas meio mundo contente,

Ó ribeirinha do sado,

Que deixas o pescador pescar nas tuas mais fundas aguas,

Pois sabendo que logo vai vender truta fresquinha,

Pois toda a gente sabe a onde afogar a mágoas,

Ó ribeira do meu ribeiro,

Que emprestas um pouco de agua ao oleiro,

Para moldar o barro,

Fizeste um lindo canteiro,

Apanhas-te um pouco de mim para beberes, agua fresca do ribeiro,

Ó ribeira do olival,

Que regas as estufas do meu quintal,

Porque molhas toda a gente não faz mal,

Sabe no verão,

E toda a gente te vê em qualquer estação,

Faça sol ou faça chuva.

 

A natureza

Ar, terra, fogo e agua,

Respirar teu grão fresco,

Sabe bem e faz bem ao meu espirito,

Beber da tua agua, é um prazer iminente,

Sentir um bocado de ti na minha mão e pensar com a minha mente,

Fina  e tenra  és, fazes crescer qualquer planta ou fruto, ou simplesmente vegetal,

Aqueces-me, meu corpo em tempos de frio, queimas algo para comer,

Mas há quem não goste de ti por teres um lado infernal,

Respiro teu folgo fresco, e fico te agradecido mesmo que não te possa ver,

Lavo minha cara e refresco meu corpo nos dias mais quentes,

Pois tudo o que  a natureza trás é para nós uma bênção,

Devemos agradecer e ficar contentes,

Pois a natureza  a gradece e nos ajuda a ter uma sensação ,

De equilíbrio e bem estar, porque ajudar a natureza está na tua mão!

 

 Moreria

Ai moreria,

Eu sem ti já não vivia,

Passas a vida na casa de fado,

Toda a gente canta a tua linda canção,

  Porque ninguém fica cansado,

Ouvir a voz dum fadista,

Para nós é uma alegria,

 ouvir e ver, na casa portuguesa,

Chegar até aqui já não conseguia,

Passo o tempo a cantar para o meu povo,

Pois amanha vou cantar de novo,

Ai moreria, sem ti já não me ria,

Chorarei de alegria,

de ver-te a cantar,

Se logo vais entoar,

A mais bela das canções de lisboa,

Sem nunca me enganar,

Pus-me logo na cantarolar ,

Ai, moreria…

Tua bela arte de cantar,

Faz-me bem e o actuar,

Porque cantarei até que fique sem voz,

Ai moreria… pois eu por ti eu desfalecia!!

 

 Miríades

Sempre que alguém tem o prazer e gostar de fazer uma boa Acão,

Miríades e miríades de pessoas interessam-se por entrar nessa comunhão,  

Pois são os de muitos que fazem más acções,

Sempre que um ser chora por outro,

Miríades e miríades sentem também esse desespero,

Pois são os poucos que não sentem essa dor,

Sempre que há compaixão e respeito por seu par,

Miríades e miríades dessas pessoas também sentem esse carinho,

Mas são os poucos que não respeitam o seus amados ou amadas,

Mas para esses todo o  seu tempo e escasso! A preparação para estes começa agora!

Não estejais como o diabo, mal criado, que faz de tudo para ver a maldade no homem,

Mas, fazer e fazer o bem danos alegria e lazer….  

 Mentiras são mentiras

Se gostas de mim, e nunca me enganas-te,

Porque é que me mentes, e logo me afastas-te,

Chorei por ti nas horas mais inconvenientes,

Mas tu mentiste-me, e arranjas-te outros concorrentes,

Porque mentiras são mentiras, e não é uma mentirinha que vai ajudar a proteger, teu amante,

Pois grito-te como um altifalante, não me enganas mais com o  teu charme,

Porque eu já liguei meu alarme,

Mentirosa que andas a enganar o teu fiel par,

Diz a verdade, sem nunca te esqueceres de me amar,

Uma mentira dói arduamente,

pois meu coração chora noite e dia,

Mas a minha mente arde nervosamente,

Sem que me esqueça do teu acto,

Chorarei com raiva,

Matarei minha cabeça só em pensar em ti e na tua traição,

Quebras-te a minha tradição,

Mas… uma mentira é um pecado que pode condenar-te a ficares sozinha…     

 

 Mãe

Mãe a minha vida depende de ti,

Eu sem ti eu morreria,

Mãe tu és o meu alicerce,

Pois se me tiram  de ti,

Eu  já não vivia,

Viver faz parte de ti,

O meu coração a ti te pertence,

Perdoar-te teus erros eu consegui,

Mas mãe há só uma na vida,

E  o amor de mãe é melhor  do que amor de namorada,

Pois ela fica cansada,

De um momento para o outro,

Mas… quando uma mãe morre , guardam-se  sentimentos, e ressentimentos no nosso coração,

Pois ela não morreu, partiu para outra faze da vida, mas, estará sempre contigo no teu coração!  

 Luz cintilante

Ó luz que iluminas o meu caminho,

Ilumina a minha vida e dá-me de beber um pouco do teu vinho,

Para que tenha sorte em fazer a minha vida lá no meu cantinho,

Ó luz que iluminas a minha alma,

Dá-me a tua mão, quero que me ajudes a tira-me da solidão que me acalma,

Ó luz que iluminas o meu futuro,

Dá-me o teu coração humilde porque se tiver machucado,

Pois eu com a minha mão te curo!

Laços de ternura

Sentir este poema,

Para min é um prazer,

Laços de ternura, amor e amizade,

É como abrir um livro pra fantasia,

E ter algo para ler,

Para alguns é ter pouca vontade,

E um poema para fazer,

Laços que nos unem,

Todo o carinho é bem-vindo,

Basta um homem querer,

Laços de família,

Laços de amizade,

Ter em mente alguém com quem partilhar as nossas diversidades,

Abre uma flor lá no canto,

E ela se abrirá,

Cheira seu incenso,

E ela fará que te sintas alegre,

Oferece a  flor a tua cara metade,

Mesmo que estejas na meia idade,

Estes tão belos laços,

Não deixarão que nada te aconteça.

Laços de amor que ninguém tem,

Laços de ternura jamais serão corrompidos,

Laços… que não separam mesmo depois do alem…. 

 

 

 

 

 Juiz

Tantos julgados com pecados mortais,

Cometendo erros carnais,

Quem te salvará da acusação?

Depois de uma actuação,

Grave é a tua condenação,

Quem se opõe ao julgamento?

Quem está do lado criminal?

A condenação será neste dia,

Decapitado ou morto a sangue frio,

Pois cometeu um erro carnal,

Senhor juiz, muito zangado,

Bate com o martelo,

Algo está errado!

Levem no para a cela o condenado!

Tantos trabalhos, tantos deveres,

Pois nunca se acaba uma vida de um juiz,

Pois todos escrevem o que ele diz,

Deveras estou indignado,

Pois estou cansado,

De uma vida cheia de condenação,

Passa-se anos e não vejo a minha relação,

Para com os mansos e pecaminosos,

Depois de estar no altar sentado disse:

Ser juiz tem muito cargo na nossa vida,

Tomai a vossa decisão para não pecar na vossa lida,

Vós os que pecam, somente eu vos endireitei e  consertei,

Mas ai dos ais, que pecam sem nenhum amor,

Pois eu sou juiz de julgar vossas  almas carnais,

Portanto nunca mais pecais! 

 Gota a gota

Gota a gota vai caindo sem cessar,

Uma gota pra apanhar,

Agua pura pra beber,

Sabe bem fresco,

Agua chove sem ceder,

Gota a gota vai soando

Bem baixinho, cloup!

Sons estranhos vai fazendo,

Ouvir bem com muita atenção,

Faz bem ao nosso espírito e ao coração.

Gota gota vai botando para o nosso alguidar,

Quem tem agua pra beber agradece de modo impar.

Gota a gota vai sorrindo,

De alegria sabendo que vai ajudar a ter agua pra beber,

Toda gente vai agradecer.

Gota gota sai do olho triste,

De olhos fechados,

Sem razão para sorrir.

Gota a gota vai unida,

Vinda de toda parte,

Puseram-se a cumprimentar uma a uma,

Sabendo que tinham historias para contar.

 

Agua pura da vida

Agua, pura de natureza,

Sabe bem conserteza ,

Faz bem ao nosso espirito,

Agua pura pra beber,

Nos oferece um prazer,

Cura nossos rins,

E faz bem aos nossos delfins,

Animais tão queridos e amorosos,

Torna todo carinhoso,

A mais pura das puras,

Dá beneficio as nossas curas,

Lava a alma do pecado,

Limpa a pessoa do passado,

Um mineral milagroso,

Que trousse benefícios ao  nosso planeta,

A natureza ao nosso redor,

Traz-nos harmonia com amor!

  

 

 

 

 A paz espirita

Voando de telha a telhado,

Fui para a outro lado,

Comigo trago o que o dinheiro não compra: paz, amor, felicidade, solidariedade e amizade.

Quando desci  para entregar um feto  a umas almas carinhosas,

Olhei para a montra de loja de animais, e disse: - que pena meus amigos presos nesse estado,

Vesse que humanos não vêm em nós umas espécies carinhosas.

Bem e bem  fazer,

A liberdade anda  algures,

Pois bem sei o que estou a dizer…

 A nascente do amor

O  amor é um livro aberto que tem começo e fim,

É como íman que apega a qualquer metal.

O amor é como um poeta que escreve lindas declarações de coração aberto,

Porque de um dia para outro fica esperto.

O amor é como um olhar contagiante que se torna num viros contagiante que estejas aonde estejas se apega ao nosso corpo.

Um amor provocante deixa qualquer Homem fortificante,

Deixar-se á uma rosa como lembrança do nosso amor alucinante! 

 Canoa

Ó Canoa, se estás á proa,

Diz me tu para onde vais,

Já não voltas para Lisboa,

Nunca nunca, nunca mais.

Segue agora, em frente para o Cais,

Sem rota a deriva no mar,

Grita por alguém,

Quem te pode ajudar?

Sem saída ficaste sozinha,

Não sabes se vais por esse caminho,

Estás perdida e não sabes o que fazer,

Andas de uma ponta para outra sem nunca esquecer,

Ter azar e ser azarado, pois está tudo acontecer,

Sai do Cais, Volta ao Cais, Mas a alma de um fadista cantará com amor no coração: Canoa! És a minha inspiração!   

 

Cupido de amor

Amar e ser amado eis a questão,

Assim conquistei o teu coração,

Amor de verdade, é amor que não esquece,

Pois este nunca envelhece,

Pois tem começo!

Outrora o fim nunca se acaba,

Começa-se relações,

Acaba-se relações,

Mas…Fica nas mentes as nossas recordações…   

 

 

As 1001 Razões

Ter razão de viver,

É ser feliz e deixar a tristeza e esquecer,

Ter razão de sofrer,

É apagar a dor e deixar arrefecer,

Ter razão de chorar,

É secar as lágrimas, olhar para a frente,

E permanecer sempre de pé,

Ter razão para temer,

Confia na tua própria alma fiel, que não te deixa perder,

Ter razão de fúria e raiva,

Avista teu coração, acalma tua mente e pensa na tua honestidade, assim é natural as desavenças comuns, há sempre alguém que nos perdoa.

Ter razão para mentir,

É como não magoar alguém com a verdade,

Mesmo que toque no coração, deixa pois o intimo e começa a sorrir.

Ter razão na sua crença,

Pois devemos ser respeitosos e respeitar a sua religião e sua diferença… 

A qual razão de estar-mos aqui ,

Não foi vinda de mãos de gente,

Mas do criador não terreno!

Pois eu nunca eu o vi! 

 

Nobre Portugal

Portugal meu nobre Portugal,

Terra de gente nobre,

Em tempos reinava o meu rei do Salgueiral,

Mandei trazer meu diploma,

Pois sou um rei Carnal,

Reinar Portugal, para mim é uma honra,

Reinarei todo nosso planisfério,

Chegarei a dizer: meu povo porque não me levais a sério?

 Seja a vossa vontade, e a vossa plenitude,

Espero que nada mude,

Mudar Portugal está nossas mãos,

Reinar e servir o povo é deveras uma honra no meu coração,

Porque nobre é quem guarda sua esperança e sua emoção,

Terras reinantes e terras perdidas por ai algures,

Conquistar cada parte seja terra ou mar,

O hino nacional  puseram-se a cantar,

De conquista a conquista,

Fui no barco do Boavista,

Fui ver se via gente,

E gente não vi,

Olhando de um lado para o outro,

E logo adormeci,

Á procura de novas terras,

E de novas conquistas,

E de Nobres encantos e de novas eras!

Somos de Portugal! A honra e o orgulho que ilumina nossa alma,

e que deus esteja convosco ámen!